"Poderíamos aqui meditar sobre como seria saudável também para a nossa sociedade atual se num dia as famílias permanecessem juntas, tornassem o lar como casa e como realização da comunhão no repouso de Deus" (Papa Bento XVI, Citação do livro Jesus de Nazaré, Trad. José Jacinto Ferreira de Farias, SCJ, São Paulo: Ed. Planeta, 2007, p. 106)

segunda-feira, 10 de julho de 2017

ORAÇÃO DO CONGRESSO DE CASAIS OCDS 2017

    ORAÇÃO DO CONGRESSO DE CASAIS 2017


“O amor é paciente, o amor é benfazejo;
não é invejoso, não é presunçoso e nem se incha de orgulhoso,
nada faz de inconveniente, não procura o seu próprio interesse, não se encoleriza; nem leva em conta o mal sofrido,
não se alegra com a injustiça, mas rejubila com a verdade.
Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1Cor  13, 4-7)

Ó Deus – Amor! Alegria, Caridade e Bondade infinitas!
Que “neste” Congresso de Casais no Carmelo Secular, nossa Santa Madre Teresa nos inspire a buscá- Lo de coração sincero, espelhados em Jesus e sua Sagrada Família, para a construção de um mundo onde o amor prevaleça “paciente e benfazejo”.
Que o Sacramento do Matrimônio, sinal precioso do amor do Criador, seja o “amor maior”, seja graça; seja benção; nas diferenças e dificuldades; na alegria e na doença!
Que a busca do infinito, a busca dos caminhos sagrados no matrimônio, seja unidade perfeita e missão autêntica, na Igreja que anseia por comunhão e união com a Trindade Santíssima.
Ó Deus – Amor! Iluminai cada casal, imprimindo
 “neles as Suas características e o caráter indelével do Seu amor”; abrasai- os com Vossos dons e fazei-os construir toda uma existência à luz de uma união regada na confiança, esperança e perseverança.
Um só eles serão!  Benditos serão!  Amados serão em Vós!
Ó Deus – Amor! Olhai com carinho singular, cada casal que O busca para  a construção do Reino, valorizando um ao outro na alegria e no prazer do amor verdadeiro, que completa, que enriquece, que dá e recebe sem exigir recompensa, que eleva – é o amor que “tudo crê, tudo espera, tudo suporta – se dá por inteiro, um ao outro.
Ó Deus – Amor! Fazei-os um convosco, amém!